Braga recebe refugiados vindos da Turquia e está disponível para acolher afegãos

No âmbito do Programa de Reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Portugal acolheu esta semana 14 refugiados provenientes da Turquia, nas cidades de Braga e Barcelos.

Segundo a informação divulgada pelo Governo, o país tem ainda capacidade para o acolhimento de 300 cidadãos afegãos, sendo que o número exato ficará decidido na reunião de ministros da Administração Interna, a 31 de agosto. Nos próximos dias, Portugal vai acolher 56 afegãos, dos quais 18 já saíram de Cabul e os restantes 38 irão embarcar nas próximas horas, como explica João Gomes Cravinho, ministro da Defesa.

O CLIB, situado em Gualtar, que acolhe famílias refugiadas há seis anos, é uma das instituições bracarenses a mostrar-se disponível para receber refugiados vindos do Afeganistão. A diretora do colégio luso-internacional, Helena Pina Vaz, já contactou o Alto Comissariado para as Migrações, mas admite um atraso no processo de resposta perante uma situação “muito grave, de grande emergência”.

O ministro garante que o Governo Português pretende “retirar do Afeganistão todos os estrangeiros que lá estão e que querem sair, todos os afegãos que trabalharam ao longo dos anos com as forças estrangeiras”.

Subscreva a nossa newsletter e esteja
sempre a par de todas as novidades.

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador. Através da utilização do nosso website o utilizador aceita todas os cookies de acordo com a nossa política de cookies.

Mais informações |